VIANNA JÚNIOR FAZ TROTE SOLIDÁRIO • Instituto Vianna Júnior

VIANNA JÚNIOR FAZ TROTE SOLIDÁRIO

Na semana do dia 23 a 27 de outubro as Faculdades Integradas Vianna Júnior, com apoio do DCE e do CRSMA da Instituição, realizarão o Trote Solidário Vianna Júnior. A ação será a doação de sangue para o Hemocentro de Juiz de Fora, o Hemominas. Alunos, professores e colaboradores da Instituição participarão do Trote Solidário. O estudante que apresentar junto ao Nupe, Núcleo de Pesquisa e Extensão, o comprovante de doação da semana da campanha, somará 10h de atividade complementar em seu curso de graduação.

O agendamento pode ser feito pelo telefone 155, no aplicativo do Hemominas  ou pelo site, (clique aqui). Quem quiser realizar a doação em grupo poderá agendar junto a Nathália do DCE, que está efetuando as inscrições. Entre em contato pelo WhatsApp: 98842-5657 ou e-mail: viannajrdce@gmail.com .

A campanha conta com a participação de toda a comunidade para fazer parte deste Trote Solidário. Contamos com você!

Critérios gerais para doação:

Alimentação
Para doar sangue o candidato deverá estar alimentado. Se for doar pela manhã, fazer uma refeição leve, sem gorduras, como café, bolo, pão, cereais e frutas. Após almoço, jantar ou refeições com conteúdo mais gorduroso deve-se aguardar três horas para efetuar a doação. Após refeições gordurosas ou copiosas será necessário aguardar quatro horas. Refeições com elevado índice de gordura, como a feijoada, podem interferir na execução dos exames; assim, sugerimos que nesta situação a doação seja realizada no dia seguinte. Lembre-se de ingerir líquidos em maior quantidade antes e depois de realizar a doação.

Documentos
Para doar sangue é necessário apresentar um documento original e oficial de identidade que contenha foto, filiação e assinatura: Carteira de Identidade, carteiras de Conselhos de Classe reconhecidos oficialmente, Carteira de Trabalho, Certificado de Reservista, Carteira Nacional de Habilitação.

Estado geral
O candidato à doação deve comparecer em condições plenas de saúde. Assim, se estiver apresentando qualquer sintoma, mesmo que leve, deverá aguardar a melhora para então procurar uma unidade de coleta. Lembrando que a doação é um gesto que permite salvar vidas, mas que não deve e não pode prejudicar a saúde do doador.

Frequência cardíaca / pulso
Serão avaliados pelo médico. Devem ser regulares e estar entre 50 e 100 batimentos / pulsação por minuto. Fora destes limites, apenas a critério médico.

Idade
Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos. Pessoas com mais de 60 anos somente poderão doar caso já tenham realizado uma doação antes dos 60 anos, independente do sexo, e devem respeitar o intervalo mínimo de seis meses entre as doações.

Atenção, se o candidato à doação de sangue tem entre 16 e 17 ou mais de 60 anos, é importante conhecer as Normas e documentos necessários para doação de sangue.

Intervalo entre doações
Mulheres

Podem doar sangue com um intervalo de 90 dias entre uma doação de sangue total e outra, até no máximo três vezes em um período de 12 meses.

Homens

Podem doar sangue com um intervalo de 60 dias entre uma doação de sangue total e outra, até no máximo quatro vezes por ano.

Nutrição
O candidato a doador deve se encontrar em boas condições nutricionais, a fim de que seu organismo possa responder adequada e prontamente à doação de sangue. O sangue doado é rapidamente reposto, a partir das reservas de líquido, vitaminas e minerais do corpo. Por isso, caso haja algum déficit proteicocalórico ou vitamínico, deve-se aguardar a normalização do estado nutricional para doar sangue. Caso se observe uma perda rápida de peso acima de 10% do peso inicial, é preciso aguardar três meses após a estabilização para a doação de sangue, mesmo que não se tenha utilizado medicamentos. Se houver perda de peso, sem que a pessoa tenha se submetido a dietas ou condicionamento físico, recomenda-se procurar o médico para averiguar o motivo.

Peso
A doação de sangue é realizada considerando-se um volume máximo por quilo de peso. Para mulheres, o volume máximo é de 8ml /kg e, para os homens, 9ml/kg. A coleta é também proporcional ao volume de anticoagulante em cada bolsa de coleta, razão que limita a coleta de volumes menores de sangue. Assim, na Fundação Hemominas coletam-se bolsas de sangue de acordo com as seguintes condições:

• Homens acima de 50 Kg: 450ml
• Mulheres entre 50 e 55,9 Kg: 410ml
• Mulheres com 56 kg ou mais: 450ml

O peso será verificado no momento da doação e será descontado 1 kg referente ao peso da roupa.

Pressão arterial
Será aferida no momento da doação. A pressão sistólica (máxima) não poderá exceder 180mmHg ou estar abaixo de 90mmHg; a pressão diastólica (mínima) não poderá exceder 100mmHg ou estar abaixo de 60mmHg. É oportuno lembrar que a pressão arterial pode modificar-se rapidamente em resposta a exercícios físicos e ansiedade. Assim, não fazer esforço vigoroso antes de doar e permanecer tranquilo antes e durante a entrevista evitará que a doação não se efetive devido a uma alteração aguda da pressão arterial.

 Candidato portador de hipertensão arterial

Essas pessoas somente poderão doar sangue na Fundação Hemominas se estiverem em uso de medicamento que não contraindique por si só a doação, apresentando níveis pressóricos controlados e sem lesões em órgãos alvo (por exemplo, coração, rins, olhos). Para avaliar tais condições, será necessário, portanto, que o candidato à doação apresente relatório do seu médico assistente comprovando o controle clínico adequado. No dia da doação, a pressão arterial será aferida e a doação apenas será realizada se a máxima estiver abaixo de 140mmHg e a mínima abaixo de 90 mmHg.

Repouso
O candidato deve ter dormido, pelo menos, quatro horas. Idealmente, deve ter dormido dentro do seu habitual, sentindo-se descansado no momento da doação.

Sintomas comuns que impedem a doação
• Febre (pico isolado) sem outros sintomas associados: aguardar sete dias após a melhora do sintoma;
• Febre persistente de origem indeterminada: aguardar diagnóstico ou, no mínimo, três meses sem febre;
• Diarreia sem necessidade de uso de antibióticos: aguardar sete dias após a melhora dos sintomas;
• Gripe ou resfriado: aguardar sete dias após a melhora dos sintomas. Se associada à temperatura corporal igual ou superior a 38°C, aguardar 14 dias após a melhora dos sintomas.

Temperatura
O doador deve estar sem febre. A temperatura será aferida no momento da triagem e não poderá exceder 37° C.

Além destes cuidados o Hemominas cita outros. Veja mais aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome
E-mail

    Arquivo

    Categorias

    Instituto Vianna Júnior 2017 Todos os direitos reservados

    Desenvolvimento por Departamento de Marketing do Instituto Vianna Júnior