02 DE ABRIL - DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO • Instituto Vianna Júnior

02 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO

Hoje, 2 de abril, é comemorado o dia da conscientização do autismo no mundo. O objetivo é abrir para a sociedade uma ampla discussão sobre o autismo e a melhor forma de lidar com pessoas que possuam este transtorno. Para iniciar esta semana de conscientização, aqui no Colégio Vianna Júnior, os alunos do Fundamental Anos Finais e Ensino Médio participaram juntamente com a equipe pedagógica de uma palestra sobre o tema.

Assista ao vídeo abaixo, apresentado pela palestrante Ariene Menezes em sua fala: Autismo.

Ariene Menezes, palestrante, mãe de uma criança com autismo, falou um pouco sobre sua vivência desde o nascimento de seu filho há 8 anos. Em sua fala, Ariene deixou claro que é necessário um diagnóstico para que o tratamento comece o mais rápido possível. Segundo ela, quanto mais cedo o início do tratamento, mais rápido os resultados irão aparecer. "Desde 2015 eu comecei a buscar outras famílias para compartilhar comigo coisas sobre o autismo. Eu não conhecia, queria aprender e era muito difícil. Até que um dia eu conheci uma mãe, que está comigo até hoje, e eu senti a necessidade de ajudar outras pessoas para que elas não passassem a mesma coisa que aconteceu comigo. Foi aí que eu criei o GAPPA (Grupo de Apoio a Pais e Profissionais de Pessoas com Autismo), e através dele que nós conseguimos unificar várias famílias", conta Ariene.

Desde então, o grupo difunde em Juiz de Fora a conscientização do tema e ensinam aos pais, professores e profissionais que lidam com o autismo a melhor forma para interagir com eles, desmistificando os mitos sobre o transtorno.

Entrega do certificado.

Ao final da palestra, alguns alunos contaram um pouco sobre a vivência em sala de aula com colegas que tem o autismo diagnosticado e mostraram, com a sinceridade de uma criança, o quanto isso, para esses alunos, é comum. "Diferença? Pra mim, nenhuma!". afirmou uma aluna do 7º ano.

"O autismo não é uma deficiência que limita, é apenas uma forma diferente de ver o mundo", complementa Ariene. Para reflexão, a palestrante deixou uma frase para todos os participantes: Me aceite como eu sou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome
E-mail

    Arquivo

    Categorias

    Instituto Vianna Júnior 2018 Todos os direitos reservados

    Desenvolvimento por Departamento de Marketing do Instituto Vianna Júnior